Notícias

A CEEE

Dia das Crianças: CEEE Equatorial alerta sobre segurança com brinquedos e eletrônicos para evitar acidentes

Apesar de parecerem inofensivos, equipamentos devem ser utilizados corretamente e sob supervisão de pais ou responsáveis

Por limeira / Publicado: 11/10/2021 Última modificação: 11/10/2021 11h23

Compartilhar

Outubro é conhecido por ser o mês das crianças. O sentimento é de nostalgia para os adultos e de alegria para os pequenos. Videogames, brinquedos eletrônicos e celulares são alguns dos presentes preferidos. Mas, apesar de parecerem inofensivos, esses equipamentos precisam ser utilizados corretamente para evitar acidentes envolvendo a energia elétrica.


Pedro Henrique Guimarães, executivo de Segurança da CEEE Equatorial, reforça as principais precauções a serem adotadas para aproveitar a data sem abrir mão da tranquilidade e da segurança. “Essas dicas valem para todos os dias do ano. As crianças estão em uma fase de descobrimento e são curiosas, então todo cuidado é pouco quando falamos de eletricidade. As crianças gostam de desmontar os brinquedos, e alguns brinquedos eletrônicos podem ter cargas internas que, ao manipular, podem causar choques elétricos". Explica.


O executivo atenta, ainda, para a importância do responsável ler o manual de instruções do brinquedo antes de entregar para a criança e sempre optar por brinquedos com procedência, a exemplo do selo do Inmetro. Além disso, deve observar a faixa etária indicada para cada criança, que o brinquedo pode ser utilizado.


Choques e sobrecargas de energia


De acordo com dados apurados do Anuário de Acidentes de Origem Elétrica da Associação Brasileira de Conscientização para os Perigos da Eletricidade (Abracopel), divulgado este ano, 79 crianças morreram vítimas de choques ou sobrecargas elétricas em 2020, em todo o Brasil. Os óbitos foram registrados na faixa etária de 0 a 15 anos de idade.


Uma situação comum que pode gerar acidentes diz respeito às tomadas elétricas. Deixá-las expostas provoca curiosidade, possibilitando que os pequenos coloquem objetos ou até mesmo os próprios dedos dentro da saída de energia. “Por isso, existem protetores de plástico que podem ser encaixados dentro das tomadas de energia para evitar acidentes”, explica Pedro Henrique Guimarães.


Também é preciso ter atenção redobrada para dispositivos que permanecem muito tempo conectados, como computadores, som e brinquedos em geral. O recomendado é não permitir que as crianças utilizem esses aparelhos durante o carregamento. “Os pais ou responsáveis não podem se esquecer de observar se a fiação está em boas condições antes do uso. Lembrando que, se o cabo apresentar algum desgaste, o aparelho não deve ser conectado”, ressalta o executivo da CEEE Equatorial.

Confira outras dicas:

 

·Ao ligar e desligar eletrônicos na tomada, o adulto deve estar presente, sempre utilizando o plugue e jamais puxando diretamente o fio;


·Crianças devem ser orientadas a não manusearam equipamentos quando estiverem molhadas, afinal, água e energia não combinam;

·A prática de empinar pipas pode ser perigosa, pois elas podem atingir a rede elétrica. Por isso, a brincadeira deve ser supervisionada e realizada com segurança;

 

Em caso de acidentes envolvendo energia elétrica dentro de casa, a CEEE Equatorial orienta a desligar o disjuntor elétrico ou a chave geral e providenciar socorro ligando para o Corpo de Bombeiros (193) ou para o Samu (192).


Ocorrências com a rede de energia devem ser comunicadas imediatamente à Distribuidora por meio da Central de Atendimento 0800 721 2333, pelo site www.ceee.equatorialenergia.com.br.