Notícias

CEEE participa de encontro da Associação Comercial e Industrial de Alvorada

Encontro ocorreu hoje, na sede da KLL Hendrickson, e reuniu empresários que atuam no Distrito Industrial do município

Por admin / Publicado: 09/06/2014 Última modificação: 18/10/2019 16h28

Compartilhar

A CEEE Distribuição participou da reunião da Associação Comercial e Industrial (Acial) de Alvorada hoje (10), que teve como pauta principal as questões relacionadas ao fornecimento de energia elétrica no municípo, e em especial no Distrito Industrial, local que reúne 32 empresas de Alvorada e Viamão. Ao final do encontro, a secretária do Desenvolvimento Econômico de Alvorada, Jussara Mendes, avaliou o encontro como extremamente positivo, pela oportunidade de aproximação e pela troca de informações entre a concessionária e os empresários. “Acho que todos saem bem satisfeitos e com uma avaliação mais detalhada dos problemas apontados pelas empresas e das ações programadas pela CEEE para melhorar os níveis de tensão da energia elétrica no local”, disse ela.

 

No encontro, que reuniu 30 empresários e ocorreu na sede da empresa KLL Hemdrickson, os representantes da CEEE Distribuição apresentaram os principais investimentos feitos recentemente no município, bem como aqueles que estão programados e em execução na região, entre eles a nova subestação Alvorada 2. Roberto Arpini, chefe da Divisão de Obras da Companhia, informou que a Subestação Alvorada 2, em conjunto com outras melhorias, vai ampliar o sistema de distribuição de energia elétrica e garantir o crescimento do mercado nesse município da região metropolitana, onde vivem cerca de 200 mil pessoas. O empreendimento, com recursos da ordem de R$ 28,8 milhões, está previsto para entrar em operação em junho de 2015, beneficiando clientes da CEEE dos municípios de Alvorada e Viamão. Agregando ao valor da Subestação e considerando as melhorias realizadas no período 2011-2015, o investimento do Grupo CEEE no Sistema de Distribuição que atende Alvorada totalizará mais de R$ 40 milhões.

 

Marcelo Paludo, gerente da CEEE na Regional Metropolitana, destacou que a conclusão das obras nos alimentadores (redes de média tensão) que partem da Subestação Viamão 2, até o final de junho próximo, também serão importantes para melhorar a qualidade do fornecimento. Durante a explanação, Paludo falou ainda sobre o Programa Energia Legal, que objetiva reduzir perdas, diminuir o desperdício de energia e melhorar a qualidade de vida nas comunidades. Segundo ele, a Empresa já está trabalhando em diversas comunidades da Capital para eliminar as ligações clandestinas de energia. Segundo ele, estão sendo realizadas cinco mil regularizações por ano na Região Metropolitana, num investimento de R$ 5 milhões. Esse projeto é composto por uma metodologia especial, incluindo uma conta educativa, que proporciona a apresentação ao cliente do consumo real, mas a cobrança de uma taxa mínima da fatura por um período de seis meses.